Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
Prefeito Rochinha assina decreto para prevenir o coronavírus
Decreto foi assinado por prefeito Rochinha nesta terça-feira.

O prefeito em exercício de Tomazina, José Rocha do Prado, o Rochinha, assinou nesta terça-feira, 17, um importante decreto com a postura que a município irá adotar para minimizar o contágio pelo COVID-19, o coronavírus. Publicado no Diário Oficial do município, o documento determina a suspensão das aulas em toda a rede municipal e particular, bem como qualquer atividade que envolva público superior a 50 pessoas, entre outras medidas.

De acordo com Rochinha, a decisão foi tomada com base no decreto estadual, emitido no dia 16 de março, mesmo que o município não tenha apresentado, até o momento, nenhum caso suspeito de contaminação pelo vírus. "Nosso dever é cuidar da nossa população, sempre agindo com cautela e responsabilidade. Não temos nenhum caso da doença em Tomazina mas, em caso de suspeita, nossa equipe de saúde está apta a fazer o que for necessário, bem como esclarecer possíveis dúvidas", ressaltou Rochinha.

A suspensão das aulas e também do serviço de transporte escolar nas redes pública e privada de ensino do Município de Tomazina terá início a partir do dia 18 de março, quarta-feira, sem data definida para retorno. O mesmo cuidado será adotado em relação a eventos de qualquer natureza com público superior a 50 pessoas, incluindo igrejas, clubes, festas e outras situações que costumam resultar em aglomerações.

A prefeitura irá manter o transporte para a realização de atendimentos de saúde fora do domicílio apenas para casos de urgência e emergência ou em casos de tratamento de alta complexidade, como hemodiálise e gestação de alto risco, ficando o atendimento a critério da secretaria municipal de Saúde.

Os programas da assistência social, tais como projetos de futebol de campo, futebol de salão, vôlei, balé, música, fanfarra, karatê, canoagem, acesso à internet, zumba, costura, capoeira, pilates, roda de conversa e atendimento do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, também serão interrompidos.

O decreto municipal também prevê que qualquer servidor, empregado público, ou terceiro contratado por empresa que presta serviço para o município de Tomazina, que apresentar sintomas da contaminação pelo coronavírus, ou que tenha retornado de viagem internacional nos últimos 15 dias, deverá informar sua chefia por telefone ou WhatsApp,  permanecer em casa e adotar o regime de trabalho remoto, conforme orientação da chefia imediata. Além deles, torna-se obrigatório o trabalho remoto aos servidores públicos acima de60 (sessenta) anos, com doenças crônicas, problemas respiratórios, gestantes e
lactantes.

José Rocha destaque que não há motivos para pânico. "Como dissemos, não temos casos do COVID-19 em Tomazina, mas é necessário que todos façam sua parte e adotem as medidas de prevenção contra a doença", reforçou.

 

 

Data: 17-03-2020 19:03:14